terça-feira, 27 de outubro de 2015

JESUS CRISTO - O ÚNICO MEDIADOR

          "EM NENHUM OUTRO HÁ SALVAÇÃO." Atos 4:12
O único meio de salvação, mediação, e aproximação de DEUS é o Senhor Jesus Cristo, que derramou seu sangue em favor daquele que verdadeiramente n’Ele crê!
Por Amor a nós, pobres pecadores carentes da Graça de Deus, o ALTÍSSIMO nos mandou o que tinha de melhor para nos salvar: SEU ÚNICO FILHO, O SENHOR JESUS CRISTO. Nunca houve e JAMAIS HAVERÁ QUALQUER OUTRO CAMINHO que nos ligue (religar, religião) ao Criador senão pelo Seu Santo e Maravilhoso Filho (João 14:6; 1 Timóteo 2:5; Hebreus 9:14). O VERDADEIRO EVANGELHO É ESSE: CRISTO JESUS VEIO AO MUNDO PRA MORRER NA CRUZ DO CALVÁRIO pra através de seu sacrifício expiatório nos livrar do fogo eterno. A questão é aceitar e viver pela fé na justificação (Romanos 10:9) ou escolher outros caminhos e meios enganadores que Deus não nos mandou, mas os homens inventaram.

ÚNICO MEDIADOR

“Porque há um só Deus, e UM SÓ MEDIADOR entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem.”        1 Timóteo 2:5
Um mediador é um intermediário. É aquele que fica entre duas ou mais pessoas ou grupos e disputa e tenta promover sua reconciliação. Em termos bíblicos, os seres humanos são descritos como vivendo em inimizade contra Deus. Nós nos rebelamos, nos revoltamos e nos recusamos obedecer à Lei de Deus. Como resultado a ira de Deus permanece sobre nós. Para que esta situação catastrófica seja mudada ou remediada, é necessário no reconciliarmos com Deus.

Para efetuar nossa reconciliação, Deus o Pai designou e enviou seu Filho para ser nosso Mediador. 1João 4:9-10 - Nisto se manifesta o amor de Deus para conosco: que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por ele vivamos.

- Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados.
Cristo traz a nós nada menos que a majestade divina do próprio Deus - ele é o Deus encarnado. Para isso, ele tornou para si uma natureza humana e voluntariamente submeteu-se ás exigências da Lei de Deus. Cristo não iniciou a reconciliação tentando persuadir o Pai a deixar de lado sua ira. Pelo contrário, no conselho eterno da Deidade houve completa concordância entre o Pai e o Filho de que este deveria vir como Mediador.

Nenhum anjo poderia representar Deus adequadamente em relação a nós. (Atos 4:12) -  E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.
Somente o próprio Deus poderia fazê-lo. Na encarnação, o Filho tornou para si a natureza humana a fim de efetuar a redenção da descendência caída de Adão. Por meio da sua perfeita obediência, Cristo satisfez as exigências da lei de Deus e mereceu a vida eterna para nós. Por sua submissão à morte expiatória na cruz, ele satisfez as exigências da ira de Deus contra nós. Positivamente e negativamente Cristo satisfez os requerimentos divinos para a reconciliação.
Estabeleceu para nós uma nova aliança com Deus por meio do seu sangue e continua a interceder por nós diariamente como nosso Sumo Sacerdote.
Um mediador eficiente é aquele capaz de gerar a paz entre as partes em conflito ou inimizades. Este foi o papel que Jesus desempenhou como nosso perfeito Mediador.

Paulo declarou que temos paz com Deus através da  reconciliação. Romanos 5:1 - TENDO sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo;

A obra medianeira de Cristo é superior a de todos os outros mediadores. (Hebreus 7:22) - De tanto melhor aliança Jesus foi feito fiador.
Moisés foi mediador da antiga aliança. Serviu como intermediário de Deus, dando a lei aos israelitas. Jesus, porém, é superior a Moisés. (Hebreus 3:6) - Mas Cristo, como Filho, sobre a sua própria casa; a qual casa somos nós, se tão somente conservarmos firme a confiança e a glória da esperança até ao fim.
Um mediador age para promover a paz entre as partes inimizadas. (Hebreus 9:14 – 15. - Quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará as vossas consciências das obras mortas, para servirdes ao Deus vivo?

 - E por isso é Mediador de um novo testamento, para que, intervindo a morte para remissão das transgressões que havia debaixo do primeiro testamento, os chamados recebam a promessa da herança eterna.

DIANTE DO SENHOR DEUS TODO-PODEROSO, O ALTÍSSIMO YHWH, O CRIADOR DE TODAS AS COISAS, SOMENTE O SACRIFÍCIO E A MEDIAÇÃO DO SEU FILHO UNIGÊNITO É NECESSÁRIA PARA LIVRAR O SER HUMANO DESTITUÍDO DA GLÓRIA, DA CONDENAÇÃO DO FOGO ETERNO, ONDE GRANDE PARTE DA HUMANIDADE DE TODOS OS TEMPOS SOFRERÁ POR REJEITAR SEU PRESENTE DE AMOR E PREFERIR SEGUIR HOMENS RELIGIOSOS CORROMPIDOS COM SEUS ÍDOLOS MUDOS, FRUTOS DA CEGUEIRA ESPIRITUAL IMPOSTA PELO PRÍNCIPE DESSE MUNDO TENEBROSO.
SOMENTE YESHUA HAMASHIA, JESUS O CRISTO, O EMANUEL, O FILHO DO ALTÍSSIMO SALVA, EM NENHUM OUTRO OU OUTRA HÁ SALVAÇÃO!!!

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

ERA JESUS UM JUDEU?


Basta pesquisar na internet hoje para determinar que há uma grande controvérsia e divergência sobre a questão de se Jesus de Nazaré era realmente judeu. Antes de podermos responder a esta questão adequadamente, devemos primeiro fazer uma outra pergunta: 

quem (ou o que) é um judeu? Até mesmo esta questão tem elementos controversos e a resposta depende de quem está respondendo. Entretanto, uma definição com a qual cada uma das principais seitas do Judaísmo - Ortodoxo, Conservador e Reformado - provavelmente concordaria é: "Um judeu é qualquer pessoa cuja mãe fosse judia ou qualquer pessoa que tivesse passado pelo processo formal de conversão ao Judaísmo".

Embora a Bíblia hebraica não indique especificamente em qualquer lugar que a descendência matrilinear deva ser utilizada, o Judaísmo rabínico moderno acredita que existam várias passagens no Torá onde isso seja entendido ou insinuado, tais como Deuteronômio 7:1-5, Levítico 24:10 e Esdras 10:2-3. Além disso, há vários exemplos nas Escrituras de gentios se convertendo ao Judaísmo (por exemplo: Rute, a moabita, favor ler Rute 1:16 onde Rute proclama o seu desejo de converter-se) e sendo considerados tão judeus como um judeu étnico.

Então, vamos considerar estas três perguntas: Era Jesus um judeu etnicamente? Era Jesus um judeu religiosamente? E então, finalmente, se Jesus era um judeu, por que os cristãos não seguem o Judaísmo?

Era Jesus um judeu etnicamente, ou seja, era a sua mãe uma judia? Jesus claramente se identificava com os judeus de Sua época como o Seu povo e tribo, assim como com a religião deles (apesar de corrigir seus erros). Deus propositadamente o enviou a Judá: “Veio para o que era seu (Judá), mas os seus (Judá) não o receberam. Contudo, aos que o receberam (judeus), aos que creram em seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus...” (João 1:11-12 NVI) e Ele disse claramente: "Vocês, samaritanos, adoram o que não conhecem; nós adoramos o que conhecemos, pois a salvação vem dos judeus" (João 4: 22).

O primeiro versículo do Novo Testamento claramente proclama a etnia judaica de Jesus. "Registro da genealogia de Jesus Cristo, filho de Davi, filho de Abraão" (Mateus 1:1). É evidente em certas passagens, como Hebreus 7:14: "Pois é evidente que o nosso Senhor descende de Judá", que Jesus descendia da tribo de Judá, da qual tomamos o nome "judeu". E o que dizer de Maria, a mãe de Jesus? Na genealogia de Lucas, capítulo 3, vemos claramente que Maria era uma descendente direta do Rei Davi, o que deu a Jesus o direito de ascender ao trono judaico, bem como demonstrou que Jesus era um judeu etnicamente.

Era Jesus um judeu religiosamente? Ambos os pais de Jesus tinham "feito tudo o que era exigido pela Lei do Senhor" (Lucas 2:39). Seu tio e tia, Zacarias e Isabel, também eram judeus seguidores fiéis do Torá (Lucas 1:6), por isso podemos ver que provavelmente toda a família levava a sua fé judaica muito seriamente.

No Sermão da Montanha (Mateus 5-7), Jesus sempre afirmou a autoridade da Torá e dos Profetas (Mateus 5:17), até mesmo no Reino dos céus (Mateus 5:19-20). Ele regularmente frequentava a sinagoga (Lucas 4:16), e Seu ensino era respeitado pelos outros judeus de Seu tempo (Lucas 4:15). Ele ensinou no templo judaico em Jerusalém (Lucas 21:37), e se não fosse um judeu, a Sua ida àquela parte do Templo simplesmente não teria sido permitida (Atos 21:28-30).

Jesus também demonstrava os sinais exteriores de ser um judeu praticante. Ele vestia tzitzit (franjas do talit) em Sua roupa (Lucas 8:43, Mateus 14:36) para servir como um lembrete dos mandamentos (Números 15:37-39). Ele observou a Páscoa (João 2:13) e foi a Jerusalém (Deuteronômio 16:16) neste dia de festa muito importante da peregrinação judaica. Ele celebrava o Sucote, ou a Festa dos Tabernáculos (João 7:2,10), e foi a Jerusalém (João 7:14) como exigido pela Torá. Ele também observou o Hanucá (o festival das luzes, João 10:22) e provavelmente o Rosh Hashaná (a festa das trombetas, João 5:1), também visitando Jerusalém em ambas as ocasiões, embora não tivesse sido ordenado na Torá. Jesus claramente Se identificava como um judeu (João 4:22) e como o Rei dos judeus (Mc 15:2). Do Seu nascimento à sua última Páscoa (Lucas 22:14-15), Jesus viveu como um judeu devoto.

Então, se Jesus era judeu, por que é que os cristãos não seguem o Judaísmo? 
As Leis do Judaísmo foram dadas a Moisés para os filhos de Israel em um pacto sagrado e especial no Monte Sinai, assim como registrado no livro do Êxodo. Nesta aliança, Deus escreveu as Suas leis em tábuas de pedra e Israel foi ordenado a ser obediente em tudo o que lhes tinha sido revelado. Entretanto, esta aliança maravilhosa era apenas um retrato de um pacto novo e melhor que Deus um dia daria ao Seu povo, tanto os judeus quanto os gentios.

Esta Nova Aliança é registrada em Jeremias 31:31-34: “’Estão chegando os dias’, declara o Senhor, ‘quando farei uma nova aliança com a comunidade de Israel e com a comunidade de Judá’. ‘Não será como a aliança que fiz com os seus antepassados quando os tomei pela mão para tirá-los do Egito; porque quebraram a minha aliança, apesar de eu ser o Senhor deles’, diz o Senhor. ‘Esta é a aliança que farei com a comunidade de Israel depois daqueles dias’, declara o Senhor: ‘Porei a minha lei no íntimo deles e a escreverei nos seus corações. Serei o Deus deles, e eles serão o meu povo. Ninguém mais ensinará ao seu próximo nem ao seu irmão, dizendo: ‘Conheça ao Senhor’, porque todos eles me conhecerão, desde o menor até o maior’, diz o Senhor. ‘Porque eu lhes perdoarei a maldade e não me lembrarei mais dos seus pecados.’"

Os cristãos não seguem o Judaísmo hoje porque a aliança mosaica foi cumprida em Jesus Cristo. Jesus disse: "Não pensem que vim abolir a Lei ou os Profetas; não vim abolir, mas cumprir" (Mateus 5:17). E o escritor aos Hebreus escreveu: "Chamando ‘nova’ esta aliança, ele tornou antiquada a primeira; e o que se torna antiquado e envelhecido, está a ponto de desaparecer" (Hebreus 8:13).

Como cristãos, não mais precisamos seguir a antiga aliança porque ela foi substituída. 
Temos agora uma melhor aliança, com um melhor sacrifício, administrada por um melhor Sumo Sacerdote:
"Portanto, irmãos, temos plena confiança para entrar no Santo dos Santos pelo sangue de Jesus, por um novo e vivo caminho que ele nos abriu por meio do véu, isto é, do seu corpo. Temos, pois, um grande sacerdote sobre a casa de Deus. Sendo assim, aproximemo-nos de Deus com um coração sincero e com plena convicção de fé, tendo os corações aspergidos para nos purificar de uma consciência culpada e tendo os nossos corpos lavados com água pura. Apeguemo-nos com firmeza à esperança que professamos, pois aquele que prometeu é fiel" (Hebreus 10:19-23).


terça-feira, 20 de outubro de 2015

QUEM É JESUS CRISTO?


Jesus de Nazaré transformou o mundo. Jamais houve e jamais haverá alguém como Ele. Ele é o tema de mais livros, peças, poesias, filmes, e manifestações de adoração do que qualquer outro homem na história da humanidade. Ele dividiu a história humana em a.C. e d.C. – "antes e depois de Cristo".
Ler as Suas palavras cuidadosamente – comparando-as com as de Maomé, Buda, e os escritos hindus, ou de qualquer outro líder religioso – é ficar atônito diante do seu poder e singularidade. Os que O ouviram, perguntaram surpresos: "Donde lhe vêm esta sabedoria e poderes miraculosos?" (Mt 13.54). Observar o que Ele fez é convencer-se intuitivamente das afirmações básicas da fé cristã.

Tudo de bom que o cristianismo fez ao mundo é resultado da influência de Jesus. Mas, quem era esse homem? As Escrituras hebraicas predisseram com séculos de antecedência a vinda de um Messias divino para toda a humanidade, e Jesus é o cumprimento dessas profecias.

Veja o que a Bíblia diz sobre Ele:

Jesus é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação (Colossenses 1.15)

Porque aprouve a Deus que, em Jesus, residisse toda a plenitude (Colossenses 1.19)

Jesus é antes de todas as coisas. Nele, tudo subsiste (Colossenses 1.17).

Em Jesus habita, corporalmente, toda a plenitude da Divindade (Colossenses 2.9)

Ninguém jamais viu a Deus; o Deus unigênito [Jesus], que está no seio do Pai, é quem o revelou (João 1.18)

Jesus é o resplendor da glória e a expressão exata do Ser de Deus, sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder... (Hebreus 1.3)

Em Cristo todos os tesouros da sabedoria e do conhecimento estão ocultos (Colossenses 2.3).

O Verbo [Jesus] estava no mundo, o mundo foi feito por intermédio dele, mas o mundo não o conheceu (João 1.10)

O mistério que estivera oculto dos séculos e das gerações; agora, todavia se manifestou... isto é, Cristo em vós, a esperança da glória (Colossenses 1.26,27)

Jesus se nos tornou, da parte de Deus, sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção (1 Coríntios 1.30)

Jesus é a verdadeira luz, que, vinda ao mundo, ilumina a todo homem (João 1.9)

Deus, o Pai, constitui ao Filho, Jesus, herdeiro de todas as coisas, pelo qual também fez o universo (Hebreus 1.2)

Jesus é o Mediador da Nova Aliança... (Hebreus 12.24)

Jesus é o Autor e Consumador da fé... (Hebreus 12.2)

Em Jesus temos a redenção, a remissão dos pecados (Colossenses 1.14)

Há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem (1 Timóteo 2.5)

Jesus disse: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim (João 14.6)



Para o cego, Jesus é a Luz.
Para o faminto, Jesus é o Pão.
  Para o sedento, Jesus é a Fonte. 
Para o morto, Jesus é a Vida.
  Para o enfermo, Jesus é a Cura.
Para o prisioneiro, Jesus é a Liberdade.
Para o só, Jesus é o Companheiro.
  Para o mentiroso, Jesus é a Verdade.
Para o viajante, Jesus é o Caminho.
  Para o visitante, Jesus é a Porta.
Para o sábio, Jesus é a Sabedoria.
Na medicina, Jesus é o Médico dos médicos.  
Para o réu, Jesus é o Advogado.
Para o advogado, Jesus é o Juiz.
  Para o Juiz, Jesus é a Justiça.
Para o triste, Jesus é a Alegria.
  Para o leitor, Jesus é a Palavra.
Para o pobre, Jesus é o Tesouro.
Para o devedor, Jesus é o Perdão.
  Para o fraco, Jesus é a Força.
Para o forte, Jesus é o Vigor.
  Para o inquilino, Jesus é a Morada.
Para o fugitivo, Jesus é o Esconderijo.
Para a ovelha, Jesus é o Bom Pastor.  
Para os problemas, Jesus é a Solução.
Para os magos, Jesus foi a Estrela.
  Para o mundo, Jesus é o Salvador.
Para Deus, Jesus é o Filho amado.
  Para o tempo, Jesus é o Relógio de Deus.
Para a gramática, Jesus é o Verbo.
Para as nações, Jesus é o Desejado.
  Para a igreja, Jesus é o Noivo amado.
Para o vencedor, Jesus é a Coroa!



O GALILEU SEM IGUAL


JESUS representa a expressão mais alta de toda a vocação:

Para o astrônomo – Ele é a Brilhante Estrela da Manhã.

Para o arquiteto – Ele é a Pedra Angular.

Para o autor - Ele é o Personagem Ideal.

Para o padeiro – Ele é o Pão da Vida.

Para o banqueiro – Ele é o Tesouro Escondido.

Para o biologista – Ele é a Fonte da Vida.

Para o botânico – Ele é a Rosa de Saron.

Para o construtor – Ele é o Alicerce Seguro.

Para o carpinteiro – Ele é a Porta de Entrada.

Para o doutor – Ele é o Médico dos Médicos.

Para o educador – Ele é o Mestre Incomparável.

Para o engenheiro – Ele é o Novo e Alto Caminho.

Para o agricultor – Ele é o Semeador e Senhor da Colheita.

Para o florista – Ele é o Lírio dos Vales.

Para o geólogo – Ele é a Rocha Eterna.

Para o horticultor – Ele é a Videira Verdadeira.

Para o jurisconsulto – Ele é o Justo Juiz.

Para o jurado – Ele é a Testemunha Fiel e Verdadeira.

Para o joalheiro – Ele é a Pérola Preciosa de Grande Valor.

Para o advogado – Ele é o Conselheiro e Advogado Justo.

Para o músico – Ele é a Verdadeira Harmonia.

Para o escritor – Ele é Boa Nova de Grande Alegria.

Para o filantropo – Ele é o Dom Inegável.

Para o pregador – Ele é a Palavra de Deus.

Para o filósofo – Ele é a Sabedoria Divina.

Para o escultor – Ele é a Pedra Viva.

Para o servo – Ele é o Bom Senhor.

Para o estadista – Ele é o Desejado das Nações.

Para o estudante – Ele é a Verdade Encarnada.

Para o teólogo – Ele é o Autor e Consumador da Fé.

Para o operário – Ele é o Doador do Descanso.

Para o viajante – Ele é o Caminho.

Para o pecador – Ele é o Salvador.

Para o cristão – Ele é o Consolador.


Ele é o Amigo dos Pobres, o Curador dos Doentes, o Mestre Perfeito, o Filósofo Incomparável, o Ideal dos Ideais,
o Rei dos Reis e SENHOR dos Senhores. Mas, além de tudo isso, Ele é o Glorioso Salvador e o Magnificente Redentor, 
O FILHO UNIGÊNITO DE DEUS!



Leia mais: http://vindesenhorjesus.webnode.com//

O AMOR DE JESUS


Jesus, como Filho de Deus, era o único que podia morrer pelos pecados da humanidade. Ele o fez também por você! Em todas as outras religiões procuramos em vão por algo que seja comparável à morte de Jesus por nós. O Senhor é amor em Si mesmo; amor é uma característica do Seu ser. Por isso Ele não pode separar-se do Seu amor. Esse amor começou quando Deus começou – e Ele não tem começo nem fim. Alguém o formulou desta maneira: "Deus é o que é, principalmente por Seu amor." E Friedrich Bodelschwingh cunhou a frase: "Por esta terra não passa ninguém que não seja amado por Deus." O próprio Senhor diz: "Com amor eterno eu te amei" (Jeremias 31.3). Portanto, não há uma só pessoa vivendo sobre a face da terra que não seja amada por Deus.

Deus ama a cada pessoa da mesma maneira. Isso significa que Ele não ama a ninguém mais do que a outro. Agostinho definiu esse amor de Deus de maneira muito apropriada: "Deus ama tanto a cada um de nós como se não existisse ninguém mais a quem Ele pudesse dar Seu amor."

Jamais alguém poderá apresentar-se diante de Deus e afirmar que não foi amado por Ele. Estou profundamente convicto de que, quando os perdidos chegarem diante do trono de Deus e virem o Cordeiro de Deus, ficarão perplexos por não terem aceitado o amor que Jesus lhes ofereceu. Se existisse apenas um único pecador perdido nesta terra, Deus em Seu amor ilimitado teria feito por ele o que fez por todas as pessoas do mundo, através de Jesus Cristo.

É justamente isso que o Senhor Jesus quer expressar com a parábola da ovelha perdida: "Qual, dentre vós, é o homem que, possuindo cem ovelhas e perdendo uma delas, não deixa no deserto as noventa e nove e vai em busca da que se perdeu, até encontrá-la? Achando-a, põe-na sobre os ombros, cheio de júbilo. E, indo para casa, reúne os amigos e vizinhos, dizendo-lhes: Alegrai-vos comigo, porque já achei a minha ovelha perdida. Digo-vos que, assim haverá maior júbilo no céu por um pecador que se arrepende do que por noventa e nove justos que não necessitam de arrependimento" (Lucas 15.4-7).

Martim Lutero, com sua linguagem forte, descreveu certa vez o amor de Deus com as seguintes palavras: "Deus é um forno ardente, tão cheio de amor que todo o céu e toda a terra estão envolvidos pelo seu calor."




Extraído do livro:
Jesus: único, incomparável, maravilhoso – em Seu amor

www.ajesus.com.br

APOSTASIA - OUTRO EVANGELHO


“Admiro-me de que vocês estejam abandonando tão rapidamente aquele que os chamou pela graça de Cristo, para seguirem outro evangelho que, na realidade, não é o evangelho. O que ocorre é que algumas pessoas estão perturbando, querendo perverter o evangelho de Cristo. Mas ainda que nós ou um anjo dos céus pregue um evangelho diferente daquele que lhes pregamos, que seja amaldiçoado! Como já dissemos, agora repito: Se alguém lhes anuncia um evangelho diferente daquele que já receberam, que seja amaldiçoado! Acaso busco eu agora a aprovação dos homens ou a de Deus? Ou estou tentando agradar a homens? Se eu ainda estivesse procurando agradar a homens, não seria servo de Cristo” (Gálatas 1:6-10)
"E também houve entre o povo FALSOS PROFETAS, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição.
E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade.
E por AVAREZA  farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita."  2 Pedro 2:1-3
Hoje em dia, grande parte da cristandade vivem enganados por falsos profetas gananciosos (Mateus 24:24; 2 Timóteo 4:3-4) que manipulam os fiéis pregando "outro evangelho" (Galatas 1:8), enriquecendo às custas de um povo materialista e que não entende o sentido da palavra "justificação".
“No meio da mais severa tribulação, a grande alegria e a extrema pobreza deles transbordaram em rica generosidade. “ - II Corintios 8:2
Será que as palavras do Humilde Mestre de Nazaré encontra espaço nos corações gananciosos dessa liderança corrompida?
“E quando Jesus ouviu isto, disse-lhe: Ainda te falta uma coisa; vende tudo quanto tens, reparte-o pelos pobres, e terás um tesouro no céu; vem, e segue-me.” - Lucas 18:22
"Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo." - 1Jo 4:1 
O VERDADEIRO EVANGELHO É JESUS CRISTO, ELE É O NOSSO EXEMPLO, A NOSSA ÚNICA SALVAÇÃO! (Atos 4:12).
http://youtu.be/gToTU3CaaJ4
“Porque nada trouxemos para este mundo, e manifesto é que nada podemos levar dele.

Tendo, porém, sustento, e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes.

Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína.

Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.” - 1 Timóteo 6:7-10

APOSTASIA ANTES DA VOLTA DE JESUS CRISTO

APOSTASIA é oque está ocorrendo no meio cristão, com uma grande quantidade de FALSOS PROFETAS (Mateus 24:24; 2 Pedro 2:1-3) gananciosos enganadores, que não se cansam de explorar a fé do povo iludido por promessas de prosperidade e bençãos materiais, que enriquecem às custas da falta de conhecimento bíblico dos cristãos dessa ultima era da Igreja.


A “Teologia da Prosperidade” assim como outros modismos que infestam muitos ministérios que se afastaram da simplicidade do Evangelho, tem feito do crente um ser materialista e ganancioso.
Conquistar, possuir riquezas materiais, não é e JAMAIS foi o motivo da pregação de Jesus.
Jesus veio com o proposito de apregoar um plano salvador para a vida do homem na vida eterna, no porvir. Isso não tem absolutamente compromisso nenhum em providenciar riqueza pra seus servos e seguidores.
O salvador nos diz que a opção de segui-lo é um ato de auto-negação. Renuncia de desejos, de vontades, de posição social, de atos pecaminosos de toda natureza.
Nao podemos confundir a verdadeira promessa feita por Cristo, que é a de vir resgatar aqueles que o aceitaram para morada celeste, com falsas promessas feitas em cima de púlpitos adulteradas para cumprirem os desejos e necessidades de um sistema religioso corrompido pela ganância dos homens.
"E chamando a si a multidão com os discípulos, disse-lhes: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz, e siga-me.
 Pois quem quiser salvar a sua vida, perdê-la-á; mas quem perder a sua vida por amor de mim e do evangelho, salvá-la-á." – Marcos 8:34-35
Fique com a verdadeira promessa, com o verdadeiro chamado, não se incomode com a prosperidade alheia, não se iluda com propostas sedutoras e aprazíveis de crescimento financeiro associados a "vontade de Deus".
A prosperidade no contexto bíblico é a ausência de necessidade.
VOLTEMOS AO EVANGELHO PURO E SIMPLES!

A APOSTASIA É SINAL DO FIM DOS TEMPOS
Essa geração atual nem de muito longe lembra os crentes primitivos, que jamais pensavam em futilidades, pois viviam em santidade mesmo enfrentando terríveis privações, perseguições ferrenhas, torturas e martírio pela sua fé no Messias.

Mas breve o Anticristo (o Executivo Internacional da ONU) surgirá, unificando a humanidade e trazendo a paz e solução aos problemas atuais, apoiado pelo papa ecumênico (o falso profeta), sua NOVA ORDEM MUNDIAL será oficializada, causando pânico em muitos por não estarem preparados para oque enfrentarão, pois não foram alertados por seus líderes, que os ensinou para não se preocuparem, pois teriam o melhor dessa terra. As Escrituras não mentem:


"Ora, irmãos, rogamo-vos, pela VINDA DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO, e pela nossa reunião com ele,que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto.


Ninguém de maneira alguma vos engane; porque NÃO SERÁ ASSIM SEM QUE ANTES venha a APOSTASIA, E SE MANIFESTE O HOMEM DA INIQUIDADE, o filho da perdição,
O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus." 
2 Tessalonicenses 2:1-4

HERESIAS E MODISMOS NAS IGREJAS - SINAL DE APOSTASIA



Não é nenhuma novidade que apareçam divulgadores de heresias no seio da igreja, mas nos últimos tempos a igreja brasileira tem sofrido a influencia do grupo musical gospel Diante do Trono, da Igreja Batista da Lagoinha de Belo Horizonte – MG. Este grupo é o que mais vende CDs evangélicos no Brasil e tem influenciado fortemente  a juventude evangélica brasileira, tendo fama de “ungidos”. A Igreja Batista da Lagoinha tem se tornado refêrencia a tal ponto de haver caravanas para ir assistir seus cultos e conhecer a igreja. Só que, tal igreja tem disseminado um festival de doutrinas anti-biblicas . A IBL partilha  dos ideais do MIR ( Ministério Internacional de Restauração). Esse ministério tem sido o principal responsável pela disseminação do G12 em terras brasileiras e é presidido por seu fundador René Terra Nova, que afirma ser “Apostolo”. Umas das principais aliadas de Terra Nova é Valnice Milhomens do Ministério Palavra da Fé, uma pregadora da teologia da prosperidade, famosa por pregar heresias.

    Entre as falsas doutrinas que o MIR  e demais adeptos de sua visão   tem pregado, estão doutrinas que assemelham à doutrinas: católico romanas, judaicas e mormonitas. A IBL já adotou, não só o G12 , mas também a onda de “restauração do apostolado”  ungindo Marcio Valadão, seu pastor presidente, “Apostolo”, além de ter cedido seu templo para a consagração de René Terranova “Apostolo” do Brasil e da América Latina, culto este que teve a presença da “Apostola” Valnice Milhomens, já citada e do “Apostolo” Mike Shea, conhecido por ministrar louvor de costas, características esta da igreja ortodoxa antioquina.

  Vamos analisar algumas doutrinas e práticas propagadas por esses movimentos:

TEOLOGIA DA PROSPERIDADE

    Essa é uma das doutrinas principais pregada por todos esses movimentos.  Trata-se de uma  substituição do Evangelho da Graça, pelo  “evangelho” da ganância. Oral Roberts, um dos principais pregadores dessa heresia, chegou a escrever um livro intitulado  How i learned Jesus Was  Not Poor (“Como aprendi que Jesus Não foi Pobre”) É comum ouvimos da boca  dos pregadores da prosperidade coisas do tipo: “ Você é filho do Rei, não tem por que levar uma vida derrotada.” A principio uma frase dessas pode até pode parecer ortodoxa. Mas, o que muitos talvez não saibam, é que para esses pregadores, “vida derrotada”=ser pobre, ter dificuldades financeiras, ficar doente etc.T.L Osborn, ensina em seu livro Curai Enfermos e Expulsai Demônios , que Paulo jamais esteve doente contradizendo  o seguinte texto:

      ”
 E vós sabeis que vos preguei o evangelho a primeira vez por causa de uma enfermidade física. E, posto que a minha enfermidade na carne vos foi uma tentação, contudo, não me revelastes desprezo nem desgosto; antes, me recebestes como anjo de Deus, como o próprio Cristo Jesus”.(Gal.4.13,14). É interessante saber que Osborn no começo de seu ministério se apoiou em líderes heréticos como William Marrion Branham.

T. L. Osborn, no folheto intitulado Um Homem Chamado William Branham, escreveu o seguinte:

"Esta geração está incumbida: uma geração na qual Deus tem caminhado em carne humana na forma de um Profeta. Deus tem visitado seu povo. Porque Um grande Profeta Tem-se Levantado entre Nós"

Osborn trata a pessoa de Branham como se fosse o próprio Deus. Em outro lugar no mesmo folheto, diz:

"Deus tem enviado o irmão Branham no século 20 e tem feito a mesma coisa. Deus em carne, novamente passando por nossos caminhos, e muitos não o conheceram. Eles tampouco o teriam conhecido se tivessem vivido no tempo em que Deus cruzou seus caminhos no corpo chamado Jesus, o Cristo."


 
        A teologia da prosperidade une o fútil ao desagradável, ou seja, é uma mistura de ganância e comodismo. Os adeptos da teologia da prosperidade acham que nós temos direito de reivindicarmos o que quisermos de Deus, esquecendo da soberania divina. Cito abaixo alguns textos bíblicos, que refutam esse evangelho falso, que promete ao homem uma vida de prosperidade material, atiçando-lhe a ganância.
  
Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam;   mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, onde traça nem ferrugem corrói, e onde ladrões não escavam, nem roubam;
(Mat.6.19,20)

  ... é enfatuado, nada entende, mas tem mania por questões e contendas de palavras, de que nascem inveja, provocação, difamações, suspeitas malignas, altercações sem fim, por homens cuja mente é pervertida e privados da verdade, supondo que a piedade é fonte de lucro.     De fato, grande fonte de lucro é a piedade com o contentamento.   Porque nada temos trazido para o mundo, nem coisa alguma podemos levar dele.   Tendo sustento e com que nos vestir, estejamos contentes.   Ora, os que querem ficar ricos caem em tentação, e cilada, e em muitas concupiscências insensatas e perniciosas, as quais afogam os homens na ruína e perdição.   Porque o amor do dinheiro é raiz de todos os males; e alguns, nessa cobiça, se desviaram da fé e a si mesmos se atormentaram com muitas dores.   Tu, porém, ó homem de Deus, foge destas coisas; antes, segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a constância, a mansidão
.(1Tim.6.4-11)


Alguns dias atrás, recebi um e-mail, que continha um material da pesquisadora de religiões Mary Schultze mostrando como terminaram alguns dos grandes pregadores da prosperidade e da saúde perfeita. observem:

1.  E. W. Kennyon  faleceu vitima de um tumor maligno.

2.  John Wimber e seu filho Chris morreram de câncer.

3.  A . A. Allen morreu de alcoolismo.

4.  John Lake morreu de um colapso.

5.  Gordon Lindsey morreu do coração.

6.  O cunhado de Kenneth Haigin morreu de câncer.

7.  O mesmo aconteceu à sua irmã

8.  Sua esposa foi operada e o próprio Haigin usou óculos até morrer.

9.  Kathryn Khulmann morreu do coração.

10. Daisy Osborne morreu de câncer, jurando que havia sido curada.

11. Jamie Buckingham morreu de câncer.

12. Fred Price conseguiu uma quimioterapia para a sua esposa.

13. John Osteen procurou ajuda médica para curar o câncer da esposa.

14. A esposa de Charles Capps fez tratamento médico de câncer e também Joyce Meyer.

15. Mack Timberlake está se tratando de um câncer na garganta.

16. R. W. Shambach fez quatro pontes safenas.

17. O Profeta Keith Greyton morreu de AIDS.


 Isso é uma prova convincente não são bem assim como pregam entusiasticamente esses “profetas” do materialismo. Por ai percebe-se que não vivem o que pregam!


G12 E MIR-
RESTAURAÇÃO DA IGREJA COM "APÓSTOLOS E PROFETAS"

  Há mais de duzentos anos o mormonismo vem pregando uma “restauração” da igreja primitiva composta por Profetas, Apóstolos etc. Nesses últimos tempos uma doutrina parecida tem sido divulgada no Brasil por igrejas evangélicas em especial as adeptas do G12. Vale lembrar, que há séculos a Igreja Romana prega a doutrina da sucessão apostólica, tendo o Papa como sucessor de Pedro. O texto base de tais igrejas, normalmente é Ef.4.11, tirado de seu contexto. Jesus escolheu doze apóstolos, dos quais Judas Iscariotes se suicidou, ficando 11. Depois Matias foi acolhido apóstolo para ser junto com os onze testemunha da ressurreição do Senhor (At.1.21-26), posteriormente Paulo, foi chamado pelo próprio Senhor para ser apóstolo e mesmo assim se considerava um abortivo, como nascido fora de tempo por ter sido o ultimo a ver o Senhor (1 Cor.15.7-9). Se a instituição de apóstolos na igreja fosse algo necessário até a vinda do Senhor, Paulo não teria razão para fazer tal afirmação.  Depois que morreu o ultimo apóstolo, nunca mais ninguém na igreja primitiva foi reconhecido ou ordenado Apóstolo. O dom de profecia é para a exortação edificação  e consolação, não para dirigir a vida de ninguém ou para transmitir ordenanças a igreja, e muito menos para dar “autoridade” sobre quem quer que seja (cf.1Cor.14.3).

 CONFISSÃO DE PECADOS AOS LÍDERES

Tiago 5:16  “Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo.”

         Esse texto tem sido usado para tentar provar que, temos que confessar nossos pecados para sermos de alguma forma, libertos. Certa vez ouvi um dos integrantes de uma banda gospel, vinculada a uma comunidade que pratica o G12, dizer que quem não confessar seus pecados aos seus pastores ou lideres, para que eles liberassem a “benção do perdão”  , sofreriam ações diabólicas. Isso parece a  doutrina católico romana da confissão auricular. O Texto Bíblico acima refere-se ao ensino de Jesus, sobre perdoar o irmão que pecar contra nós. Tiago está exortando a igreja à reconciliação e ao perdão mutuo. Veja, que antes dele falar em cura, ele fala em oração...”orai uns pelos outros para serem curados” é a ação divina em resposta a oração que cura e restaura, física e espiritualmente e não a confissão auricular. Somente a Deus devemos confessar nossos pecados. 

PRÁTICAS JUDAIZANTES

Valnice Milhomens, em entrevista à revista Vinde declarou:

"Meu contato com Israel me mostrou várias coisas, como os dias proféticos, as alianças: seis' dias trabalharás e ao sétimo descansarás. Êxodo 31 declara que o sábado é o sinal de uma aliança perpétua e da volta de Cristo."

A Sra.Milhomens, contradiz frontalmente o ensino neotestamentario do fim da Lei mosaica em Cristo Jesus ( Rom.14.5, Col 2.16, Ef.2.15, Gal.3.23-25). Da mesma forma a circuncisão era uma aliança perpetua e nem por isso ela a instituiu em sua igreja ( Gen.17 10-14). Esta Sra, já chegou declarar que Jesus vai vir em um Sábado de 2007, sendo que o próprio Senhor Jesus, declarou que o dia e a hora de sua vinda ninguém sabe. (Mat 24:36,43,50.  25:13)


As festas bíblicas são ordens sagradas do Senhor. Elas não são apenas judaicas; são, antes de mais nada, do Senhor, declaradas como estatuto eterno (Lv. 23:1-44). www.mir.org.br 

O Encontro de Levitas é um Encontro voltado para o resgate do Ministério Levítico dentro da Visão Celular no Governo dos 12. Esse encontro traz princípios e conceitos  sobre os levitas, todo o histórico desde o seus surgimento até os nossos dias
. www.mir.org.br


Com respeito a celebrar a festa dos tabernáculos veremos como era observada:
    “  Fala aos filhos de Israel, dizendo: Aos quinze dias deste mês sétimo, será a Festa dos Tabernáculos ao SENHOR, por sete dias.

     Ao primeiro dia, haverá santa convocação; nenhuma obra servil fareis.

      Sete dias oferecereis ofertas queimadas ao SENHOR; ao dia oitavo, tereis santa convocação e oferecereis ofertas queimadas ao SENHOR; é reunião solene, nenhuma obra servil fareis.

São estas as festas fixas do SENHOR, que proclamareis para santas convocações, para oferecer ao SENHOR oferta queimada, holocausto e oferta de manjares, sacrifício e libações, cada qual em seu dia próprio,” 
(Lev.23.34-37)

    Resta saber se  eles  realmente observam a Festa dos Tabernáculos como está prescrito na Lei. Se eles não observam dessa forma, não estão observando o preceito. Se observam, estão anulando o sacrifício de Cristo, oferecendo holocaustos e sacrifícios. Isso mostra o grau de apostasia em que o MIR está envolvido  O Apostolo Paulo deixa bem claro que não precisamos observar os dias santos e cerimônias judaicas ( Col.2.16, Gal. 4.9-11).

    Levitas? Que absurdo! Não existe mais ministério levítico nos dias atuais. O ministério levítico como o próprio nome já diz se refere aos integrantes da tribo de Levi. Portanto é heresia  grosseira querer instituir esse ministério  na igreja. O Novo Testamento ensina que o ministério  levítico cumpriu sua função e foi substituído pelo ministério de Cristo. (Heb 7:5-28)

 
ATOS PROFÉTICOS

    Mais um modismo! Esses atos proféticos estão baseados na crença de  que o cristão faz ou diz, tem repercussão no mundo espiritual. Alguns chegam a blasfemar ensinado que assim como Deus, pela sua palavra falada, trouxe todas a coisas a existência, da mesma maneira, nós como sua imagem, podemos trazer coisas a existência pelo poder da palavra falada. Esse ensino é uma blasfêmia idolátrica, que procura assemelhar o homem a Deus. Esses atos proféticos normalmente tem como objetivo, “conquistar” cidades ou nações para o Reino de Deus. A palavra de Deus nos ensina a ganhar almas para o Reino de Deus através da pregação do evangelho de Jesus Cristo, e não através de “declarações de posse” ou de “orações reivindicatórias.”  Líderes de diversas comunidades ligadas ao G12 e ao apostolado contemporâneo, estão planejando uma série de “atos proféticos” para a redenção do Brasil até 2007, o ano anunciado por Valnice Milhomens  para o retorno de Cristo. O primeiro desses atos foi feito na Igreja Batista da Lagoinha em Belo Horizonte e o ultimo está marcado para ser em Porto Alegre.  Sinomar Ferreira falando sobre esses atos proféticos declarou: Os atos proféticos são extremamente importantes, por que aquilo que é feito aqui na terra tem repercussão no céu”  Isso mostra o caráter herético de tais atos, pois insinua que podemos manipular o mundo espiritual. Crença parecida com as dos Bruxos da Nova Era que acreditam poder manipular as forças da natureza através de palavras mágicas e encantamentos. [Vide o livro "A Sedução do Cristianismo" de Dave Hunt]

   Que Pastores, lideres e membros de Igrejas, estejam vigilantes, para que ventos de doutrinas não invadam suas comunidades eclesiais, causando divisão e confusão em seu meio. Fica aqui um alerta: Antes de convidar alguém para pregar em suas igrejas, acampamentos, retiros etc. Procure se informar bem, sobre a linha doutrinária seguida por essa pessoa, para evitar futuros problemas.

   QUE DEUS TENHA MISERICÓRDIA DA IGREJA EVANGÉLICA BRASILEIRA!

ARTIGO EXTRAÍDO DO SITE SOLA SCRIPTURA:http://solascriptura-tt.org/

domingo, 1 de janeiro de 2012

2012 CHEGOU. PREPARE-SE !

Palco para a manifestação do Anticristo

Chegamos ao tão aguardado ano de 2012, muita coisa tem sido dita a respeito, mas um fato vai REALMENTE acontecer:
as OLIMPÍADAS DE LONDRES, onde o mundo todo estará de olho nesse evento de proporções globais, pois representa a UNIFICAÇÃO DA HUMANIDADE, tema amplamente divulgado pela NOVA ORDEM MUNDIAL visando a FALSA PAZ (1 Tess.5:3).